Postagens

Postagem em destaque

Com amor

Imagem
Minha vida era muito "normal" até decidir trabalhar com Missão transcultural. Eu nunca fui um bom aluno, nunca gostei de estudar e tinha muita dificuldade para escrever uma redação ou aprender alguma coisa. Em minha mente eu ia arrumar um trabalho e trabalhar. Porém, tudo mudou depois que servi o exército. Saí do exército decidido a correr atrás do prejuízo. E já comecei muito decidido: "Quero estudar e quero fazer medicina!". Bom, para quem nunca gostou de estudar, parece ser algo muito distante. Meus pais sempre me incentivaram. Comecei a estudar por conta própria na biblioteca pública. Não conseguia ler cinco páginas sem cair no sono, mas insistia muito. Eu precisava vencer isso.
Depois de ter vendido minha bicicleta para pagar aulas particulares, um amigo, médico da cidade, vendo o meu esforço, resolveu investir em mim. Saí do interior e fui para a Capital para estudar. Morei em um depósito de mudanças de favor. Estudei na melhor escola da capital e matriculei-…

Vida cristã passada a limpo

Imagem
"Porque já estais mortos, e a vossa vida está escondida com Cristo em Deus". Colossenses 3:3
Igual ou diferente?
Uma vez que morremos para o mundo e nascemos para Cristo, a vida já não pode ser considerada normal. Deixamos de pertencer a este mundo para viver a vida de Cristo, para buscar as coisas do alto e pensar nas coisas que são de Deus. Assim foi para com Eliseu. Uma vez chamado para o ministério profético e ser o sucessor de Elias, sua vida nunca mais foi a mesma. Eliseu de fato levou muito a sério seu chamado e sua vida nunca mais foi a mesma.
Eliseu foi escolhido por Deus e chamado por Elias para ser o seu sucessor. Eliseu logo foi tomando algumas decisões. A primeira delas foi se livrar das suas ferramentas de trabalho. Eliseu era agricultor, um fazendeiro talvez. Assim que foi chamado, tratou logo de se despedir de seus pais, queimou seus apetrechos de trabalho, matou os bois e distribuiu a carne entre o povo. E só então passou a seguir Elias para aprender como servi…

Quando o amor extrapola os 10%

Imagem
"De que vale dizimar 10% e passar o resto da vida morrendo de amores pelos 90?"

Em nossos cultos somos sempre lembrados sobre a entrega dos dízimos e das ofertas, contudo, é o dízimo que sempre ganha destaque. No Antigo Testamento, em Malaquias 3:8, 10b, o autor diz que são ladrões, tanto quem não dizima quanto quem não oferta. No Novo Testamento fala-se muito pouco em dízimos, mas enfatiza muito mais sobre as ofertas. As ofertas surgem como assistência aos santos, alívio à pobreza, amparo às viúvas, estrangeiros, órfãos, doentes, etc - 2Co 8:1-15. Elas rompem a barreira do egoísmo e abre portas para a Graça de Deus, para a fé e o amor. Tendo condições e vendo as necessidades alheias, compadecemos das pessoas e fazemos de tudo para aliviar suas dores ou suprir suas necessidades básicas e emergentes.


Malaquias nos apresenta uma situação deplorável e corrupta. Malaquias 3:10 denuncia o egoísmo e a ganância do coração humano. Surge como uma repreensão seguido de maldição para que…

O princípio da submissão

Imagem
"E andai em amor, como também Cristo vos amou, e se entregou a si mesmo por nós, em oferta e sacrifício a Deus, em cheiro suave" Efésios 5:2 A falta de compreensão da submissão a partir do princípio do amor pode nos levar a um relacionamento de medo e dominação. Ao longo do tempo, isso pode afetar diretamente a visão que construímos a respeito da pessoa de Deus, como também pode vir a interferir na maneira como nos relacionamos com ele, com o próximo e a criação. Falamos muito sobre submissão, principalmente em nossos diálogos religiosos: Submissão a Deus, submissão aos líderes, submissão ao próximo, honrar o próximo, tratar o próximo como superiores a nós. O que muitos se esquecem ou não sabem, é que o princípio da submissão a partir de Cristo é o amor. Quando lemos em João 3:16 "que Deus amou o mundo de tal maneira", percebemos que a ação de Deus para fazer o que fez é amor. E quando lemos textos como Filipenses 2:6-11 e Efésios 5:2, observamos que Cristo amou o P…

Pó da terra ou alma vivente?

Imagem
“E formou o Senhor Deus o homem do pó da terra, e soprou em suas narinas o fôlego da vida; e o homem foi feito alma vivente”. Gênesis 2:7
A partir do relato da criação, quando Deus criou o ser humano, ele o criou e formou do pó da terra. Deus não formou o ser humano do pó da terra e este já saiu andando e falando, não! Depois de ter criado o ser humano, Deus soprou nele o fôlego da vida. Então o ser humano passou a ser alma vivente. 
Segundo os cientistas, o corpo humano adulto normal é composto basicamente dos seguintes elementos químicos: 

40 litros de água; 20 quilos de carvão; 04 litros de amônia; 1 quilo e meio de cálcio; 800 gr. de fósforo; 250 gramas de sal; 100 gramas de enxofre; 80 gramas de salitre; 50 gramas de magnésio; 08 gr. de manganésio; 02 gr. de alumínio; 20 centigramas de arsênico. Contém ainda traços de Chumbo, Cobre, Iodo, Cario e bromo.
Diz-se que se os cientistas misturarem tudo isso, resulta apenas em uma massa de mau cheiro. Assim, umas das conclusões que podem…

Fé frutífera

Imagem
“Nisto é glorificado meu Pai: que deis muito fruto” (Jo 15.8)
Ser cristão e não ter compromisso é como trabalhar em uma empresa sem vestir a camisa. Você se mantém indiferente à construção do Reino de Deus por comodismo. Na decisão de viver a inércia religiosa, é ciente de que há problemas em você e à sua volta, mas prefere garantir o sossego e não reagir.
Sossego e acomodação talvez traduzam bem o ditado “sombra e água fresca”. É muito desencorajador fazer parte de uma estrutura onde não haja participação do corpo e os líderes não cumpram com a sua função. Se hoje somos frutos de uma fé reformada é porque houve alguém que se importou e abraçou a causa a qualquer custo. Pessoas que tinham em seu coração um compromisso fiel e verdadeiro com Cristo. Que desejaram ver uma sociedade transformada pela Palavra de Deus. Pessoas que não se calaram e mostraram os frutos da sua fé. Somos devedores a pessoas como:
- Pedro Valdo (1174) - Sob fortes censuras e perseguições, empenhou-se em traduzir um…

Cegos e suas cegueiras

Imagem
Consequências de um viver fora de foco, longe de Cristo.

Cristo foi bem enfático ao criticar fariseus dizendo que são “guias cegos”. Eram líderes responsáveis pela organização religiosa, doutrinária e moral do povo. Eram cegos por conduzir o povo de maneira contrária à vontade de Deus. Outra característica é que criavam leis que nem mesmo eles tinham condições de cumprir. E neste sentido, além de ser cegos na condução do povo, também eram cegos por não conseguir enxergar a si mesmos.


DEFORMAÇÃO DO CARÁTER


Para saber quem somos e como devemos nos conduzir é preciso ter um modelo. E o modelo que temos de ser humano é Cristo. Quanto maior o distanciamento de Cristo, ou seja, do modelo, maior será os desvios de conduta e caráter.

O distanciamento de Cristo está diretamente ligado à essa cegueira. Por isso, perder Cristo de vista é ficar cego e não enxergar as deformações do caráter. Tais pessoas ficam tolerantes para com seus próprios pecados e erros, porém, juízes implacáveis para com os err…