Mesmo sem entender

"Aproximou-se, pois, de Simão Pedro, que lhe disse: Senhor, tu lavas-me os pés a mim? Respondeu Jesus, e disse-lhe: O que eu faço não o sabes tu agora, mas tu o saberás depois. Disse-lhe Pedro: Nunca me lavarás os pés. Respondeu-lhe Jesus: Se eu te não lavar, não tens parte comigo. Disse-lhe Simão Pedro: Senhor, não só os meus pés, mas também as mãos e a cabeça" João 13:6-9



Em nossa vivência e caminhada cristã, é comum às vezes não ter respostas para as várias situações e questões da vida. No percurso, quantas perguntas ficam sem respostas, quantas situações sem explicações, quantos porquês e para quê. A falta de respostas não muda quem Deus é, não altera seus planos e não diminui suas promessas, ao contrário, nos desafia a crer e obedecer mesmo sem nada entender. E neste sentido, Jesus está propondo a Pedro que ele creia e obedeça mesmo sem nada entender agora, porém mais tarde.


Algumas respostas vêm de imediato, outras somente com o passar do tempo, mas há muitas outras perguntas que talvez nunca teremos respostas. O que fazer se estamos habituados a pedir explicações e repostas antes de fazer algo? Querer explicações ou exigir respostas acerca de algo é a maneira de nos sentir seguros antes de decidir sobre algo. Muitas vezes a fé nos desafia a crer e agir sem explicações ou respostas.

Pedro teve dificuldades para crer e obedecer do jeito que Jesus estava propondo. Lavar os pés dos discípulo foi um meio que Jesus encontrou para ensinar um princípio muito importante sobre liderança e serviço. Talvez de acordo com sua carga cultural, ensino ou princípios, Pedro logo foi pedindo explicações.


Perceba que Cristo em todo o tempo está ensinando. Aqui, ele também está ensinando Pedro a ter uma fé independente de resultados, milagres, respostas ou explicações. Em sua segunda resposta, Cristo lembra a Pedro que se ele não deixar lavar seus pés, não terá parte com ele. Neste momento, Jesus desvia o foco de Pedro do ato de lavar os pés para o que mais interessa, que é a comunhão com Cristo. Pedro então parece cair em si sobre quem é Jesus. Ele é o Cristo, o filho do Deus vivo. Também sobre as promessas de vida eterna. A resposta de Pedro veio em seguida dizendo: "Senhor, não só os meus pés, mas também as mãos e a cabeça". João 13:9



Há momentos em que mesmo não tendo respostas ou explicações, somos desafiados a crer e obedecer. Abraão teve dificuldades de entender o porque de Deus pedir para sacrificar seu único filho. Quantas perguntas, questionamentos não passou pela cabeça de Abraão naquele momento enquanto subia a montanha para o sacrifício. Este é o que chamo de momento cego, ou seja,  é o momento de crer e obedecer pelo simples fato de quem é a pessoa que nos pede, e com a certeza de fé de que tudo ficará bem. Sim, é loucura mesmo!



Quando nos faltam respostas, explicações; quando a situação foge do nosso controle e não sabemos mais o que fazer, Jesus parece nos dizer: "Se você sabe quem sou, o que fiz e faço, se há em você alguma consideração por mim, alguma moral, se sou digno de sua confiança e fé, então você não terá problema em fazer o que te peço". No entanto, o que é fácil para um, é difícil para outro. Cada um de nós temos nossas dificuldades e desafios, assim como Pedro teve a dele. Contudo, o desafio parece ser sempre o mesmo para ambos: crer e obedecer, mesmo sem entender; não por causa de resultados, resposta ou não resposta, mas porque quem nos pede não é qualquer pessoa, se trata de Cristo, nosso Senhor e Salvador. Isso não  abranda a dificuldade, nem atenua os conflitos, apenas nos dá um motivo, uma razão para acreditar e ter alguma esperança. 
Harry Érick

Postagens mais visitadas deste blog

Uma Luz na escuridão

"O SENHOR pelejará por vós"

Pessoas de Pessoas