Atos de bondade

Pecado não é algo aparente como muitos pensam. Muito menos justificado por atos comportamentais ou de bondade. Não diz respeito a um fato social consumado apenas. Para se ter uma noção do que é o pecado na vida do ser humano, repare no que Cristo diz sobre o adultério:



Eu, porém, vos digo, que qualquer que atentar numa mulher para a cobiçar, já em seu coração cometeu adultério com ela. Mateus 5:28.



Antes mesmo de ser consumado qualquer ato, o pecado já aconteceu. E antes mesmo de acontecer, ele já existia.



Em nossa vida diária, temos que encarar o fato de que nossos atos de bondade não anula nossa natureza pecaminosa. Mas se confessamos Cristo como Senhor e Salvador, somos salvos e por ele somos justificados.


Porque não temos um sumo sacerdote que não possa compadecer-se das nossas fraquezas; porém, um que, como nós, em tudo foi tentado, mas sem pecado. Hebreus 4:15



 Nossos atos de bondade e amor devem ser consequência da nossa salvação em Cristo Jesus.


Atos de bondade e amor antes de ser alcançados pela mensagem do Evangelho e ser agraciado pela salvação em Cristo, é uma maneira que o ser humano arrumou para tentar justificar a sua salvação. Deus, porém, enviou Cristo para que o ser humano seja liberto e salvo do pecado por meio da fé.

Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. João 3:16
Harry Érick

Postagens mais visitadas deste blog

Uma Luz na escuridão

"O SENHOR pelejará por vós"

Pessoas de Pessoas