"Se és filho de Deus..."

QuaNdo CriSto veio ao mundo, não chegou como alguém que caiu de pára-quedas num lugar desconhecido. Também não veio para só depois descobrir o que deveria fazer. Cristo se revelou com poder e sabedoria a partir de uma identidade bem firmada e uma visão bem clara da sua missão. Isto é tão importante para a fé cristã como para o bom desenvolvimento da nossa vida terrena.


Na tentação de Cristo, em Mateus 4, o texto deixa bem claro que, em duas das tentações o diabo estava desafiando Cristo a provar se de fato ele era o filho de Deus. Na primeira tentação o diabo pede que o próprio Cristo faça milagres, e na segunda que ele desafie o Pai.



Em nossa caminhada cristã, quantos não estão caindo nesta tentação e fazendo de tudo para provarem que são filhos de Deus, que têm poder, autoridade, etc. Enquanto muitos insistem em tirar coelhos de cartola para provar isto ou aquilo de si ou de Deus, Cristo não fez questão de entrar nessas competições e desafios diabólicos. Ao contrário:


Cristo usou as Escrituras e nada mais, não para competir e provar algo para o diabo, mas para dar a razão da sua fé (I Pe 3:15) e vencê-lo.


Às vezes não percebemos, mas estamos fazendo o jogo do diabo. Competimos entre si e acabamos caindo na tentação de querer provar que somos filhos de Deus, poderosos, milagreiros, ou que Deus nos atende por considerarmos que somos pessoas especiais. Lembro que os dons são a manifestação do Espírito Santo em nós para a glória de Deus. Portanto, é algo dado por Deus, usado por Deus, é de Deus para sua glória.

Portanto, pense nisto:
Todo o reino dividido contra si mesmo é devastado; e toda a cidade, ou casa, dividida contra si mesma não subsistirá. Mateus 12:25
Harry Érick

Postagens mais visitadas deste blog

Uma Luz na escuridão

"O SENHOR pelejará por vós"

Pessoas de Pessoas