Lembrados e amparados!

E uma mulher, das mulheres dos filhos dos profetas, clamou a Eliseu, dizendo: Meu marido, teu servo, morreu; e tu sabes que o teu servo temia ao SENHOR; e veio o credor, para levar os meus dois filhos para serem servos.   II Reis 4:1-7



Falha nossa.

Uma viúva passando por necessidades. Se pararmos para pensar direitinho, isto não deveria acontecer. Pela lei instituída por Moisés, orfãos, estrangeiros e viúvas não deveriam ser afligidos (Deuteronômio 24:17).

Quem é que nunca se decepcionou com instituições, seja ela religiosa, filantrópica ou governamental? Pois então, dificilmente passaremos por este mundo sem que nos decepcionemos com elas. Mas ca entre nós, não é com as estruturas que nos decepcionamos, é com as pessoas, pois são pessoas que corropem as estruturas e acabam prejudicando outras pessoas.

Os dez mandamentos foi dado por Deus, mas quem disse que o ser humano seguiria à risca? Muitas leis foram instituídas por Moisés para o nosso bom relacionamento e proteção, mas quem disse que nunca seriam corrompidas?  Sempre arrumamos uma forma de burlar as leis para tirar proveito delas.




Há necessidade de nos organizarmos, contudo, devemos ser realistas: nunca seremos perfeitos. Por isso a necessidade de perdoar e ser perdoados. É o que diz a oração: "Perdoa-nos assim como temos perdoado"





Deus nunca se esquece!

Este texto também mostra Deus preenchendo as lacunas e os rastros de imperfeições deixado pelo ser humano. Onde somos abandonados pelos sistemas, somos amparados por Deus. Onde o ser humano é injusto e imperfeito, Deus é justo e perfeito. E para denunciar essas falhas e imperfeições humanas, Deus usa o milagre como sendo o diferencial entre o caráter de Deus e o caráter do ser humano. Para provar isto, ele multiplicou o azeite da viúva, pagou sua dívida e deu condições para que esta continuasse sua vida. De viúva pobre, endividada e abandonada à condição de amada, cidadã, incluída e amparada. Deus nunca se esqueceu!




Clamor e fé

Este texto mostra o retrato de uma sociedade organizada com suas falhas e imperfeições,nisto, o texto não deixa de denunciar as falhas humanas a partir de suas próprias estruturas. O relato da viúva nos mostra que onde o sistema é falho, Deus se mostra justo, perfeito e misericordioso. Não mais, nos ensina sobre a força do clamor de alguém que ainda confia na Justiça de Deus. Também informa sobre o caráter de quem tem poder para cumprir o que diz. Deus é fiel!



A nenhuma viúva nem órfão afligireis.
Se de algum modo os afligires, e eles clamarem a mim, eu certamente ouvirei o seu clamor. Êxodo 22:22,23



Se não houver ser humano que clame e pregue a verdade, asseguro-vos que, se eles se calarem, as próprias pedras clamarão. (Lc 19.40)


Harry Érick

Postagens mais visitadas deste blog

Uma Luz na escuridão

"O SENHOR pelejará por vós"

Pessoas de Pessoas