Restaura Senhor a nossa casa


"Se o Senhor não edificar a casa, em vão trabalham os que a edificam; se o SENHOR não guardar a cidade, em vão vigia a sentinela". Salmos 127:1

É bem certo dizer que às vezes erramos o foco e fundamentamos a fé a partir de pessoas, coisas ou denominação. Assim, depois desta estrutura montada, firmamos nossos passos e a partir dela construímos e alicerçamos nossa casa, e dela fazemos nosso abrigo seguro. No entanto, não demora muito tempo até chegar a primeira tempestade e tudo vir abaixo.


"Todo aquele, pois, que escuta estas minhas palavras, e as pratica, assemelhá-lo-ei ao homem prudente, que edificou a sua casa sobre a rocha" Mateus 7:24


Como aquele filho pródigo da parábola, caímos em si. Só então percebemos quão distantes estávamos de Deus. De repente descobrirmos que ao invés de Cristo, pessoas, coisas, interesses pessoais ou denominação eram os alicerces. Também pode pesar na consciência o fato de ter passado tanto tempo enclausurado em templos com o entendimento de ser isso o significado de santidade, salvação ou segurança. Enfim, quando essa estrutura criada por nós para nos  proteger e dar abrigo falha, só então caímos na real.



A sensação é de abandono. Ficamos desolados, abalados. E quem não fica? Afinal de contas, o “chão” onde pisávamos nos foi tirado! Lamentamos e choramos. É uma difícil realidade a ser encarada com muita fé, coragem e força.


"Assim diz o SENHOR: Voltarei para Sião, e habitarei no meio de Jerusalém; e Jerusalém chamar-se-á a cidade da verdade, e o monte do SENHOR dos Exércitos, o monte santo". Zacarias 8:3


É tempo de reconstrução. E esta reconstrução começa com a pedra fundamental, que é Cristo! É tempo de ser solidários e estender as mãos, assim como as de Deus estão sempre estendidas (Isaías 59:1). Tempestades, enchentes costumam deixar grandes estragos e perdas, por isto, há urgência de atender às necessidades materiais, espirituais e afetiva.


"Assim diz o SENHOR dos Exércitos: Ainda nas praças de Jerusalém habitarão velhos e velhas; levando cada um, na mão, o seu bordão, por causa da sua muita idade. E as ruas da cidade se encherão de meninos e meninas, que nelas brincarão". Zacarias 8:4,5
Harry Érick

Postagens mais visitadas deste blog

Uma Luz na escuridão

"O SENHOR pelejará por vós"

Identidade Cristã