Identidade Cristã

"..., pois que eu saí, e vim de Deus; não vim de mim mesmo, mas ele me enviou" João 8:42
 
Jesus não tinha dúvidas sobre sua natureza. Viveu, morreu e ressuscitou sem jamais ter dúvidas sobre a sua identidade, seu caráter. Filho, divino, humano - o Cristo. Embora tivesse convicção, o mundo sempre tentou colocá-lo à prova. Colocou à prova na tentação no deserto: "Se és filho de Deus" - Mateus 4:1-11; na cruz: "Se és Filho de Deus, desce da cruz" - Mateus 27:40b. O mundo sempre tentando colocar dúvidas onde não deveríamos ter dúvida alguma. No entanto, cada vez ficava mais claro para os ouvintes quem Jesus era. Ele era de fato o Cristo, o Messias, filho de Deus Pai.
 
 
 
Diante de tantas idéias e teses, o que não falta é criatividade para tentar explicar por outros meios, a natureza humana. Não é atoa que há tantos problemas existenciais.  Para provar que são alguma coisa, muitos acabam enveredando por caminhos sem volta. Outros, abandonam a cruz e desistem da fé. Mas desde quando é preciso provar aquilo que somos? Tá na cara, os frutos já dizem tudo.
 
 




"Convém que o Filho do homem seja entregue nas mãos de homens pecadores, e seja crucificado..." Lucas 24:7a; "...para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna" João 3:1


Jesus não tinha dúvidas da sua missão, do seu chamado. Ele sabia quem era e agora, não somente sabe o que tem que fazer, mas tem um motivo especial para fazer. E não pensem que não faltou oportunidade para que tudo fosse por água abaixo. Durante sua peregrinação e convivência, não lhe faltou propostas para abandonar essa idéia de morrer na cruz. Quiseram torná-lo rei, político, entre outros. Porém, permaneceu firme em seu propósito, pois amou tanto que nada pode fazê-lo  mudar de idéia.
 
 
 
Diante das nossas escolhas, é possível saber que rumo a nossa vida está tomando. Consciente ou não, muitos por questões materiais, fama, status, dinheiro, acabam se entregando por completo sem se dar conta do abismo que está logo à frente. Não podemos negociar nossos princípios, principalmente a fé. Uma vida vale muito para ser tão insignificante. Não é o que fazemos que chama mais a atenção, mas o motivo porque fazemos.
 
 
 
"...e ao terceiro dia ressuscite" Lucas 24:7b
 
 Jesus sabia quem era e não precisava provar nada a ninguém. Ele tinha um motivo especial, uma missão, e nisto, sabia o rumo que a sua vida ia tomar. Por isso, nada poderia fazê-lo mudar de idéia. Agora ele tem uma promessa que o encoraja a perseverar até o fim. É preciso acreditar. É preciso fé.
 
 
Encontramos no mundo incentivos que nos ajudam a sobreviver, porém, só em Cristo encontramos forças para viver e nos manter em pés. A vida e a eternidade está em Cristo. Quem busca satisfação e realizações somente neste mundo, não vive, apenas sobrevive. Quem vive pelas promessas de Deus, sempre estará na frente e se levantará triunfante após cada cruz. A promesa de Deus é o combustível para perseverarmos rumo à eternidade. Assim como Cristo, precisamos crer e perseverar.
Harry Érick



Postagens mais visitadas deste blog

Uma Luz na escuridão

"O SENHOR pelejará por vós"