Alegra-te Jovem!

Eclesiastes 11:9,10; 12:1

A juventude é a primavera da vida. É vigor, força, vitalidade. Alegrar-se nesta fase da vida é ter prazer naquilo que se faz, é investir tempo e vida naquilo que nos trás alegria e felicidade. Força e vigor é uma característica da juventude. É ela que nos ajuda ter condições de ir atrás daquilo que queremos, vencer obstáculos e realizar sonhos.

Embora a força e o vigor sejam características marcantes na juventude, ela não é capaz de vencer o tempo. Há certos momentos da vida em que somos vencidos pelo cansaço, mesmo sendo tão jovens. E por que cansamos? Onde estamos esgotando nossas forças e energias?


Bom, como toda primavera traz seus adornos, a juventude traz suas vaidades. É bem provável que grande parte da nossa força e vigor - e porque não dizer da nossa juventude, está sendo gasta em vaidades.

Mas o que é vaidades mesmo?


Segundo Dicionário Aurélio, vaidade é o desejo de atrair a admiração das outras pessoas. Uma pessoa vaidosa cria uma imagem pessoal para transmitir aos outros, com o objetivo de ser admirada. A vaidade é mais utilizada também hoje para estética, visual e aparência da própria pessoa. Neste sentido, quer idade mais propícia para ser vaidoso que na adolescência e na juventude? Vaidade é também considerada como fútil, insignificante, sem importância. E se pararmos para pensar, é a idade onde mais gastamos nosso tempo, dinheiro e vida com coisas vãs e às vezes até sem muita importância.


Assim como a força, a vaidade também não resiste ao tempo. Aos poucos a admiração das pessoas por nós vai acabando, e parecemos não fazer mais sentido. Manter essas vaidades custa muito caro. Logo um vazio existencial nos envolve e aos poucos perdemos o significado. A vida começa não fazer mais sentido.

De acordo com a Teologia Bíblica, vaidade é correr atrás do vento. Correr atrás de coisas para tentar preencher um vazio do tamanho de Deus. Um vazio que só Deus pode preencher. É neste momento tenebrosos da vida que o sábio diz para nos manter longe do desgosto e da ira. Se deixarmos ser levados por um coração desgostoso, inquieto e cheio de mágoa, onde será que vamos parar? Assim vemos que é preciso lutar e se afastar de sentimentos tal como a ira e o desgosto. Um nos mata pela impulsividade de fazer coisas sem pensar. O outro, pela depreciação da vida e de si mesmo.

Por isso há uma pequena frase que faz toda a diferença no conselho do sábio: "Saiba que em tudo, Deus te pedirá contas". Em outras palavras isso quer dizer: viva uma vida de tal maneira que encontre nela alegria, prazer e felicidade, contudo, é melhor que seja de acordo com a vontade de Deus. Como podemos notar, mesmo que tenhamos força e vigor na juventude, ela se esgota se não tivermos moderação. Também é preciso cuidar dos sentimentos e emoções, pois não devemos nos alimentar de sentimentos indesejáveis e muito menos deixar ser guiados por eles. Sendo assim, como se manter em pé? Como vencer essas adversidades? Onde encontrar força? Todas essas características da juventude estão limitadas ao tempo e à nossa fraqueza humana. Mesmo que a juventude nos proporcione força e vigor nunca será suficiente. No entanto, existe uma fonte de energia inesgotável da qual podemos nos alimentar. Algo que resiste ao tempo e vence as adversidades da vida. Parafraseando Isaías 40:7, a Palavra de Deus é a única coisa capaz de nos dar força e moderação para vencer a tentação de um viver sem Deus.  Ela nos dá esperança, acabando com sentimentos e idéias indesejáveis. Tudo passa, mas a Palavra de Deus permanece para sempre.

Alegre-se! Em 1João 2:14 diz que os jovens têm forças e são vencedores. Isaías 40:31 diz que os jovens e os velhos se cansarão, mas aquele que confia no Senhor renovarão suas forças. É o Senhor quem rega nossa vida com esperança quando tudo parece desabar. É nele que encontramos força para nos levantar e superar obstáculos. E não importa se somos velhos ou jovens.


Assim, para que a sua alegria seja completa, plena e verdadeira, deve-se considerar Deus como Senhor, sendo ele a harmonia e a essência de toda satisfação e alegria. Sem Ele, a alegria é vã, passageira. É ele quem nos conduz por caminhos de paz. Só Cristo nos preenche e satisfaz. Desta forma, os dias de alegria passados na juventude servirá de alegria e contentamento na velhice. Você terá satisfação em falar e transmitir a quem quiser o motivo da tua alegria e a razão da tua felicidade.

Harry Érick

Postagens mais visitadas deste blog

Uma Luz na escuridão

"O SENHOR pelejará por vós"

Pessoas de Pessoas