O Natal de Cristo




"Ora, havia naquela mesma comarca pastores que estavam no campo, e guardavam, durante as vigílias da noite, o seu rebanho. E eis que o anjo do Senhor veio sobre eles, e a glória do Senhor os cercou de resplendor, e tiveram grande temor. E o anjo lhes disse: Não temais, porque eis aqui vos trago novas de grande alegria, que será para todo o povo: Pois, na cidade de Davi, vos nasceu hoje o Salvador, que é Cristo, o Senhor". Lucas 2:8-11




O nascimento de Cristo é o marco da história. Tudo se define antes de Cristo e depois de Cristo. O relato de Lucas revela a esperança de Israel, a alegria dos Cristãos. O natal é a concretização da promessa de Deus, a Salvação dos Cristãos e a esperança da volta de Cristo.


Desde os tempos em que Adão e Eva pecaram, Deus se revela um Deus preocupado em restaurar a comunhão com o ser humano. O nascimento de Cristo confirma o que havia sido profetizado pelos profetas em relação ao Messias, redentor e salvador de Israel. O que ontem era apenas um consolo e uma esperança, hoje, com o nascimento de Cristo, é a concretização da promessa. O nascimento de Cristo é também a lembrança de um Deus de promessas.


A vida do ser humano é marcada por promessas feitas por Deus. Em Abraão, sua fé em um único Deus e a promessa de fazer dele uma grande nação lhe dá motivação para viver de acordo com a vontade de Deus para ver suas promessas se cumprindo em sua vida. Pessoas que não acreditam em uma vida melhor, em um sonho ou não têm alguma esperança estão destinadas a uma vida curta, sem realizações e frustrações. No entanto, quando temos promessas de Deus, o que nos sustenta é muito mais que realizações temporais ou materiais, é amor incondicional, aceitação, perdão, vida eterna. Assim, ter promessas de Deus em nossas vidas é força para ir além do que pensamos ou imaginamos. É vigor para desfrutar aqui e também na eternidade as bênçãos do Senhor. Cristo é a prova de que as promessas de Deus são reais e verdadeiras.


O natal cristão é a lembrança de um Deus de promessa, que promete e cumpre o que diz. Traz Deus para a vida daqueles que se encontram desgarrados, sem identidade e sem rumo. Leva para todos que vivem sem esperança, um motivo para acreditar que podem vencer e dar a volta por cima. Pois o Deus que começa uma obra em nossas vidas, é fiel para cumprir.


O nascimento de Cristo é o encontro de Deus com o ser humano. É Emanuel, o Deus conosco. Em Cristo, vemos um Deus que se preocupa conosco, com as nossas mazelas, problemas e dificuldades. Um Deus que deixou toda sua glória para se identificar conosco em nossas dores, em nossa humanidade. O encontro de Cristo com o ser humano mostra um Deus palpável e ao mesmo tempo intangível. Um Deus acessível, que acolhe os pecadores, os marginalizados, os doentes, os pobres, os ricos, os discriminados. Alguém que se preocupa e ouve nossas orações e súplicas. 

Cristo não nasceu em um berço de ouro, mas em uma manjedoura. Não veio para atender às expectativas do povo, de uma religião ou poder político. Ele veio para fazer a vontade de Deus Pai e cumprir com sua missão redentora. Ele se tornou homem como nós, andou entre nós mas não se corrompeu como nós. Ele não é um Deus que está longe de nós, mas um Deus presente. Ele deixou toda a sua glória para estar conosco, para cear conosco, para nossa salvação e redenção. 

O natal de Cristo é para aqueles que estão enfadados de buscar alívio e satisfação nas coisas do mundo e tudo que encontraram foram decepções, frustrações morte. É para aqueles que estão cansados e sobrecarregados de leis, regras, religião e hipocrisia. É para àqueles que se descobriram pecadores, excluídos, marginalizados, pobres, mesmo tendo muito dinheiro. É para àqueles que se encontram desiludidos com o mundo, achando que não há mais salvação. Para estes, o nascimento de Cristo é o Evangelho, Boas Novas, pois Cristo é a própria vida, esperança e salvação. Por isso celebramos e festejamos! Cristo é a boa notícia para todos os que creem e tem necessidade de mudança. 




Este é o natal de Cristo. Um dia para lembrar que existe um Deus que se preocupa e cuida de nós. Um dia para recordar que existe um Deus fiel capaz de cumprir suas promessas. Um feito para festejar as promessas de Deus que nos trazem esperanças e Salvação. E o melhor presente que podemos ofertar a Cristo por esta data tão querida é a nossa própria vida, devoção e fidelidade. Obrigado Deus por se lembrar de nós. Obrigado Jesus por nascer nos corações mais pobres, miseráveis e menos privilegiado.

Harry Érick

Postagens mais visitadas deste blog

Uma Luz na escuridão

"O SENHOR pelejará por vós"

Identidade Cristã