Amor e Graça





Mas o Senhor lhe disse: "Você tem pena dessa planta, embora não a tenha podado nem a tenha feito crescer. Ela nasceu numa noite e numa noite morreu. Contudo, Nínive tem mais de cento e vinte mil pessoas que não sabem nem distinguir a mão direita da esquerda, além de muitos rebanhos. Não deveria eu ter pena dessa grande cidade?" Jonas 4:10-11 (NVI)




Quem nunca condenou esta pessoa chamada Jonas por ter tido a coragem de seguir seu coração e fazer o que lhe parecia ser o melhor a ser feito? Pessoa que é pessoa, ser humano que é ser humano tem dessas coisas. Tanto de julgar e condenar, quanto de errar e se arrepender. Foi muita coragem, o que para alguns seria covardia, ter fugido para Társis quando deveria ir para Nínive. Coragem porque de alguma forma, Jonas desafiou Deus. A decisão de Jonas não foi uma mera fuga, mas a consequência de uma revolta instaurada em seu coração. E não deve ter sido por acaso que o Senhor chamou justamente Jonas para esta missão. E não é por acaso que muitas vezes somos chamados a fazer algo que não queremos ou não concordamos com Deus. Deus nos amou, nos escolheu e quer nos enviar. Porém antes, saiba que...

Porque Deus nos ama, ele não desiste de nós


E com Jonas e Nínive não foi diferente. Por amor a Nínive, e por amor a Jonas, Deus não desistiu dele. E foi mais que provado que Deus não precisava de Jonas para fazer a obra que ele queria fazer em Nínive. Os marinheiros se converteram (Jonas 1:16) sem que ninguém pregasse para eles. Deus estava mesmo interessado em Jonas, em mudar o seu coração e transformar a sua vida.




Não adianta fugir. Não há como fugir de Deus.  Não adianta se esconder. E mesmo quando somos abandonados, largados, ficamos órfãos, ou viúvos... Longe ou perto, Deus não abandona seus escolhidos. Salmos 139:7-10 retrata muito bem isso. Também Isaías 49:14,15, quando diz que ainda que uma mãe se esqueça do filho, o Senhor não se esquecerá. Deus não desistiu de Jonas, e também não desistiu de Nínive, e não desistirá de ti. Ainda que você tome caminhos contrários, o Senhor estará sempre por perto, lhe mostrando o caminho e direcionando sua vida. 

Porque Deus nos ama, ele nos trata





Há momentos em que precisamos ser tratados, precisamos ser confrontados. E nada melhor que uma situação para arrancar do nosso coração o que sufoca e nos impede de crescer e prosseguir. É interessante notar que o foco do Senhor está no arrependimento e salvação. Jonas porém, só conseguia ver a maldade e a crueldade desse povo. O Senhor queria salvar, Jonas porém, queria condenar. Duas situações difíceis que precisavam ser confrontadas e tratadas. 


Confrontados em quê? Ora, quem julga e decide é Deus! Quem está no controle é Deus! Quem é o dono do mundo é Deus! Quem faz ou deixa de fazer, é Deus! Quem decide se vai salvar ou não é Deus! O que será que Jonas precisava ser confrontado? O que será que precisamos constantemente ser confrontados, lembrados e tratados?

Porque Deus nos ama, ele nos perdoa




O foco de Deus nunca foi a destruição do ser humano, mas a restauração e salvação. Entendemos errado isso porque quando somos confrontados em alguma questão, seja por situações ou teorias, achamos que Deus não nos ama. E quando insistimos em fazer o que queremos para a nossa alegria e satisfação momentânea, não conseguimos medir os danos causados ao longo do tempo, pois o que nos interessa na maioria da vezes é somente a satisfação momentânea e presente.


Você faz o que quer até onde Deus lhe permite fazer. E nisto, fica claro que o maior dos sofrimentos que um ser humano pode experimentar em sua vida é quando luta contra Deus. E vemos nossas construções desabando aos poucos. Mas ao mesmo tempo que desabamos e nos arrependemos, Deus nos reconstrói novamente, firmes, fortalecidos e motivados. E o maior milagre que pode acontecer na vida de uma pessoa é a Graça de ser perdoado e poder ser livre para fazer tudo diferente. Assim foi com Nínive, com Jonas, conosco e será com outros.

No entanto, saiba que, assim como Jonas, também corremos o risco de compreender e aceitar tudo isso sobre a nossa vida e não conseguir aceitar essa Graça e amor na vida de outros. Simplesmente por cair no erro de pensar que porque os outros erraram muito mais que nós não são merecedores deste favor. Contudo, se fôssemos merecedores de alguma coisa, não seria Graça, seria mérito.

"...onde o pecado abundou, superabundou a graça" Romanos 5:20
Harry Érick

Postagens mais visitadas deste blog

Uma Luz na escuridão

"O SENHOR pelejará por vós"

Identidade Cristã