Cegos e suas cegueiras

Consequências de um viver fora de foco, longe de Cristo.

Cristo foi bem enfático ao criticar fariseus dizendo que são “guias cegos”. Eram líderes responsáveis pela organização religiosa, doutrinária e moral do povo. Eram cegos por conduzir o povo de maneira contrária à vontade de Deus. Outra característica é que criavam leis que nem mesmo eles tinham condições de cumprir. E neste sentido, além de ser cegos na condução do povo, também eram cegos por não conseguir enxergar a si mesmos.



DEFORMAÇÃO DO CARÁTER



Para saber quem somos e como devemos nos conduzir é preciso ter um modelo. E o modelo que temos de ser humano é Cristo. Quanto maior o distanciamento de Cristo, ou seja, do modelo, maior será os desvios de conduta e caráter.

O distanciamento de Cristo está diretamente ligado à essa cegueira. Por isso, perder Cristo de vista é ficar cego e não enxergar as deformações do caráter. Tais pessoas ficam tolerantes para com seus próprios pecados e erros, porém, juízes implacáveis para com os erros e pecados dos outros. Desta forma, fazem de si o modelo de caráter e conduta para julgar e condenar os outros.

APOSTASIA

Ter Cristo como modelo molda e corrige nosso caráter e conduta. Porém, não tê-lo como prioridade não ajuda a vencer as vaidades deste mundo.

O primeiro mandamento não foi escrito à toa. Amar a Deus sobre todas as coisas tem a ver com quem de fato senta no trono da nossa vida e reina. Se alimentamos mais a cobiça ao invés de Deus, aos pouco quem senta no trono não é Cristo, são as vaidades. E já aos poucos não temos mais olhos para Deus, somente para o mundo. Um exemplo de apostasia por causa da cobiça do mundo é a relatada pelo Apóstolo Paulo acerca de Demas: “Demas, tendo amado o presente século, me abandonou” 2Tm 4:10a. Deste modo, a apostasia é o abandono da fé por qualquer motivo, neste caso, por causa das vaidades do mundo.

SINCRETISMO E CORRUPÇÃO

O foco são as vaidades do mundo, e se a religião pode ser um meio para proporcionar isso, certamente ser um religioso é um bom negócio. Êxodo 23:8 diz: “Também suborno não tomarás; porque o suborno cega os que têm vista, e perverte as palavras dos justos”. Ou seja, ainda que se conheça a Verdade e o caminho, por causa da cobiça, deixamos Cristo em segundo plano. Tendo a cobiça como prioridade, usa-se a religião, Deus e qualquer outro meio para alcançar este fim. Assim, iludidos pelo mundo e suas vaidades, muitos deixam de perseverar na vontade do Senhor. Lembrando que Cristo passou por esta prova quando foi tentado no deserto: “Tudo isto te darei se, prostrado, me adorares”. Mt 4:9

 FALTA DE FÉ E INSENSIBILIDADE

Ter Cristo como modelo molda e corrige nosso caráter e conduta. Porém, não tê-lo como prioridade não ajuda a vencer as vaidades deste mundo. No entanto, de que vale a consideração e a prioridade sem compromisso e envolvimento?

Muitas vezes conseguimos enxergar soluções de problemas na vida dos outros, mas não conseguimos ter este mesmo olhar de fé para nossa própria vida. Há uma passagem na Bíblia em que Eliseu e seu servo se encontram cercado por inimigos. O servo de Eliseu ficou desesperado ao se ver cercado. Eliseu, profeta do Senhor, disse: “Não temas; porque mais são os que estão conosco do que os que estão com eles”. E orou a Deus dizendo: “Senhor, peço-te que lhe abras os olhos para que veja. E o Senhor abriu os olhos do moço, e viu; e eis que o monte estava cheio de cavalos e carros de fogo, em redor de Eliseu”. 2 Reis 6:16, 17

A falta de fé, que penso também estar relacionada com a falta de compromisso e envolvimento com Deus, potencializam os problemas, as dificuldades e as demais inconveniências da vida. Diminui gradativamente a nossa fé, a percepção da presença de Deus, seu Senhorio e poder. Por isso, abandonando o relacionamento com Deus por meio do culto, da oração, adoração, comunhão, leitura, reflexão e estudo da Palavra de Deus e a prática de boas obras, deixamos de nutrir a fé para alimentar nossos medos e os demais “dragões” existentes no mundo.

O QUE PODEMOS FAZER?

Talvez uma opção seja ter disciplina para administrar melhor o tempo e as coisas que vemos na internet ou na televisão. Estabelecer prioridades e equilíbrio entre programações e lazer: pescaria, futebol, festas, clubes, ciclismo, trilhas, e outras coisas. Invista mais em intimidade com Deus e potencialize sua fé por meio da frequência no culto público, das reuniões de oração, estudos bíblicos, comunhão e relacionamentos e conversas saudáveis.

PENSE NISTO...

Portanto, já que vocês ressuscitaram com Cristo, procurem as coisas que são do alto, onde Cristo está assentado à direita de Deus. Mantenham o pensamento nas coisas do alto, e não nas coisas terrenas. Pois vocês morreram, e agora a sua vida está escondida com Cristo em Deus. Colossenses 3:1-3. 

Se somos filhos, então somos herdeiros; herdeiros de Deus e co-herdeiros com Cristo, se de fato participamos dos seus sofrimentos, para que também participemos da sua glória. Considero que os nossos sofrimentos atuais não podem ser comparados com a glória que em nós será revelada. Romanos 8:17,18
Harry Érick

Postagens mais visitadas deste blog

Uma Luz na escuridão

"O SENHOR pelejará por vós"

Identidade Cristã