Lições para a vida, de uma oração respondida

Muitas das vezes não nos damos conta do que estamos pedindo para Deus, das responsabilidades que a resposta desta oração trará. Talvez não estamos preparados ou capacitados para que esta oração seja respondida. Ou quando oramos, excluímos a nossa participação nela, ou seja, que somos o instrumento de Deus para a resposta da oração de alguém. Quem sabe oramos, porém não cremos que nós mesmos podemos ser a resposta.
"Mas o anjo lhe disse: Zacarias, não temas, porque a tua oração foi ouvida, e Isabel, tua mulher, dará à luz um filho, e lhe porás o nome de João" Lucas 1:13 
Não temos dúvidas de que João é o cumprimento da profecia de que viria alguém que prepararia o caminho para receber o Messias. E esta profecia se dá por meio de uma oração feita e respondida.
Orar com perseverança
Um fato claro neste relato do nascimento de João é que Zacarias, pai de João orava, e em suas orações pedia um filho. Então, há necessidade de orarmos a Deus, de ter o hábito de falar com Deus, de manter um nível de intimidade e diálogo constante com Deus. Orar implica em comunicação e relacionamento.
Orar é fazer com que Deus participe da nossa vida, das nossas decisões. Orar é ter Deus sempre por perto, vivo e atuante. É através da oração que expomos a Deus nossos medos, dificuldades, angústias, frustrações, anseios, alegrias, desejos, necessidades. É estar desarmado, despido diante de Deus. É ter um amigo fiel sempre por perto.

A Bíblia nos informa a partir da oração de Zacarias que podemos orar porque Deus ouve a nossa oração, não só ouve como também responde. Contudo, também nos informa que não cabe a nós a decisão de resposta ou do tempo. Deus responde a Zacarias já na velhice de Isabel (Lucas 1:36,37). Não sabemos por quanto tempo Zacarias orou por um filho. Podemos pensar que por causa da velhice, talvez tenha se cansado ou perdido a esperança de ser atendido. No entanto, é bem claro que o tempo e a resposta pertence a Deus. E mesmo que Isabel fosse estéril, somos advertidos que "para Deus nada é impossível".
A resposta de Deus a Zacarias se deu por intermédio de um anjo dizendo que sua oração havia sido atendida e que Isabel iria conceber um filho. Certamente a notícia foi recebida com muita alegria. Porém, o que Zacarias talvez não esperava, era que já havia propósitos bem definidos e estabelecidos para este filho.
Orar de acordo com a vontade de Deus
"Pedis, e não recebeis, porque pedis mal, para o gastardes em vossos deleites". Tiago 4:3
Às vezes oramos e nossa oração não tem qualquer compromisso com Deus, com sua vontade e o seu reino. Talvez Zacarias orava e já fazia planos para seu filho João. Talvez dizia em sua oração: Meu filho vai nascer, crescer, estudar, vai para faculdade e ser médico. Com o passar do tempo, num tempo em que Zacarias não esperava, aparece o anjo a Zacarias e diz: Zacarias, tenho duas notícias para você, uma boa e a outra "não sei". A boa é que Isabel conceberá um filho. A "não sei" é que ele vai ser pastor.
Orar de acordo com um propósito em Deus faz toda a diferença. Orar para que o que pedimos possa ser um instrumento de bênção tanto para nós como para Deus. Orar para que nossos filhos sejam instrumentos de Deus para o reino de Deus. Que sejam portador da Palavra de Deus, que vivam para servir, adorar e louvar a Deus. Quantos oram por um trabalho ou melhores salários. Quando são atendidos, já não têm mais tempo para cultuar a Deus, deixam de ser generosos, tornando-se egoístas e avarentos. O que era para ser bênção, acaba se tornando pedra de tropeço. O contrário também é verídico. Quando não são atendidos, a primeira coisa que abandonam é o compromisso com Deus e suas responsabilidades religiosas.

Independente da resposta da oração, não podemos sacrificar nosso compromisso com Deus. A finalidade da vida cristã é servir, adorar e louvar a Deus. Tudo é de Deus, inclusive a nossa vida. Somos apenas administradores daquilo que é de Deus. Então, que a nossa oração seja com o propósito de servir, adorar e louvar a Deus. Temos que cuidar para não nos corromper, desviando os recursos e as coisas do propósito e da vontade de Deus.
Orar com competência e cooperação
De imediato o anjo já deixa muito bem claro o propósito e a vontade de Deus para a vida de João. Se Zacarias tivesse outros planos para seu filho, já estava ciente que as coisas iam ser um pouco diferente de como ele havia planejado. Em um primeiro instante, a vontade parece ser apenas de Deus. Já num segundo momento, o próprio Zacarias declara como sendo também dele esta vontade (Lucas 1:76-79).
A vontade de Deus para a vida de João agora é também de Zacarias. Zacarias agora quer que seu filho seja tal qual Deus o destinou para ser. Assim, junto com as bênçãos também vêm as responsabilidades.
Certamente para o cumprimento da profecia e para que João venha ser o que Deus quer, Zacarias também teria sua parcela de cooperação. Zacarias tinha competência para isto. Era sacerdote, um homem temente a Deus, disciplinado e de muita fé (Lucas 1:6). Tanto Zacarias e Isabel dispunham de capacidade para cumprir sua missão de criar João nos caminhos do Senhor para que este também cumpra o seu propósito designado por Deus.
Sendo assim, quantos pedem oração para sair de uma vida de pecados porém não movem seus pés na direção da libertação. Muitos oram para ser pessoas usadas por Deus mas não tomam as decisões que levam para este propósito. Oram por uma família abençoada, contudo são os primeiros a criar confusão e discórdia. Oram por uma igreja generosa e não contribuem em nada para que isso aconteça.
Precisamos lembrar mais que é preciso orar, ter relacionamento com Deus para que possamos ser ouvidos e respondidos. Que é preciso ter propósito bem estabelecido para ter certeza de que a nossa oração será um instrumento para servir, louvar e adorar a Deus. É preciso lembrar que a resposta também exige que tenhamos competência e que precisamos ser cooperadores com Deus. Empenhados nesse propósito, mesmo que não tenhamos o que pedimos, temos uma certeza, nossa vida não será mais a mesma. Oração é também ação. Mova-se!
Harry Érick

Postagens mais visitadas deste blog

Uma Luz na escuridão

"O SENHOR pelejará por vós"

Pessoas de Pessoas